_Radiofrequência no quadril

Radiofrequência no quadril

Pacientes que apresentam dor nas articulações podem ter a radiofrequência no quadril como tratamento. É um procedimento que lesa as terminações nervosas, dando sensibilidade a elas. Como essas terminações são responsáveis por levar estímulos dolorosos para o sistema nervoso central, a radiofrequência no quadril gera correntes elétricas que chegam até os nervos por meio de uma agulha conectada a um gerador. Com isso, os nervos são desativados e há redução dos estímulos de dor.

Quem pode realizar a radiofrequência no quadril?

  • pacientes que apresentem artrose no quadril ou nos joelhos e que não podem realizar cirurgia
  • pacientes que não querem realizar cirurgia
  • pacientes com dores contínuas após a realização de uma cirurgia
  • pacientes com dor no quadril sem uma causa definida

Quais os tipos de radiofrequência no quadril?

Existem 3 tipos de radiofrequência no quadril: a contínua, a pulsada e a refrigerada.

Radiofrequência contínua: essa radiofrequência no quadril se refere ao uso de correntes elétricas contínuas que lesam o nervo em um grau maior. É raramente usada hoje em dia pois pode gerar complicações como aumento da dor.

Radiofrequência pulsada: essa radiofrequência no quadril se refere ao uso de correntes elétricas intermitentes. É a forma mais usada atualmente por gera a lesão no nervo de forma não-contínua.

Radiofrequência refrigerada: essa radiofrequência no quadril se refere ao uso de cânulas que liberam soro fisiológico, promovendo dissipação do calor, gerando uma lesão nas terminações parecida com a da radiofrequência pulsada, com alívio mais intenso e duradouro.

Como a radiofrequência no quadril é realizada?

A radiofrequência no quadril é realizada em centro cirúrgico, guiado por uma radioscopia, que direciona as cânulas nos locais corretos. Depois de posicionar corretamente as cânulas, as correntes elétricas são geradas com, aproximadamente, 6 minutos em cada ponto. Dessa forma, a dor é reduzida e o paciente anestesiado no local para que não sinta dores pós-procedimento.

Dr. Samir Hussein – Médico Ortopedista
CRM:177723-SP RQE: 86002

Relacionados:

Compartilhe: